Club de
Marília-Pioneiro

Rotarianos repetem panfletagem contra a paralisia infantil

Rotarianos que fazem parte do Rotary Club de Marília-Pioneiro, no Distrito 4510 do Rotary International, repetiram ação no centro da cidade, no cruzamento da Avenida Sampaio Vidal com a Rua nove de Julho, panfletando e erguendo faixas no semáfaro, informando sobre a necessidade de levar as crianças para os postos de vacinação para receberem as vacinas contra a paralisia infantil e sarampo. “Desta vez mudamos o cruzamento, indo mais ao centro comercial e na Avenida principal”, disse a presidente do clube rotário mariliense, a cirurgiã dentista, Sandra Aparecida de Souza Craveiro, que esteve com os rotarianos das 09 as 13 horas nesta atividade. “Por ser um sábado, é um local de grande concentração de pessoas a pé e de carro”, justificou. Desta vez com três faixas alusivas a campanha contra a paralisia infantil, os rotarianos e jovens beneficiados pelo programa Rotaract, estiveram neste importante cruzamento viário estendendo faixa informativa para motoristas e pedestres. “Não tem como não ler”, reforça a administradora Áurea Dimanno, que ficou erguendo faixa o tempo todo. “O interessante é que muitas pessoas faziam sinal de positivo, outros fotografavam e tinham até aqueles que perguntavam o horário da vacinação”, comentou ao considerar a experiência válida. “Uma ação simples, direta e bem objetiva”, comentou ao parabenizar o clube pela iniciativa, principalmente ao saber que há muitos anos o Rotary Club de Marília-Pioneiro promove este tipo de atividade. “Sendo o objetivo informar a população, tenho certeza que isso foi alcançado com sucesso”, garante a rotariana. Naturalmente gestantes, mães jovens, crianças, e principalmente as famílias que caminhavam pelo local receberam panfleto alusivo a campanha contra a paralisia infantil e sarampo, desenvolvida pelo Ministério da Saúde, através da Secretaria Municipal da Saúde. “Procuramos entregar os panfletos para pessoas com potencial de assimilar a informação”, explicou o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro. “Além disso, ficamos atento para que a pessoa não descarte o panfleto em seguida”, completou o rotariano que não notou nenhuma atitude neste sentido por parte da população. “O legal é que muitos apoiavam e nos parabenizavam”, disse satisfeito com a atividade desenvolvida. A campanha será desenvolvida nacionalmente até o dia 31 de Agosto, e segundo a presidente do clube rotário mariliense, se houver a necessidade a atividade será repetida, visando atingir os 100% de vacinação das crianças localizadas na região administrativa de Marília, seja na zona rural ou urbana. “A nossa função como rotariano é alertar para a importância da vacinação e principalmente de estimular os pais a levarem as crianças para serem vacinadas”, comentou Sandra Aparecida de Souza Craveiro ao lembrar da existência de oito clube rotários no município e cada uma com uma atividade simultânea em favor da campanha de vacinação. “O dever de vacinar é dos pais e a obrigação é do Poder Público”, apontou. “A do Rotary é mostrar a importância e conscientizar os adultos a levarem as crianças aos Postos de Saúde”, definiu a dirigente rotária preocupada com índice a ser atingido. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosSkype: marciomedeiros8020www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialInstagram: marcio.c.medeiros

Postado em 20 de Agosto de 2018

Reunião interclubes aborda a “gratidão” como tema central

Reunião entre dois clubes rotários da cidade de Marília, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, na sede da Associação Comercial e Industrial de Marília, abordou a “gratidão” como tema central do encontro envolvendo rotarianos do Rotary Club de Marília-Pioneiro e Rotary Club de Marília-Coroados, ambos do Distrito 4510 do Rotary International, considerados como clubes irmãos, até pelo fato do primeiro ser o padrinho de fundação do segundo. “Foi um encontro em que decidimos um tema específico, em que abordássemos um assunto mais pessoal do que rotário”, disse a cirurgiã dentista Sandra Aparecida de Souza Craveiro Tavares, presidente do Rotary Club de Marília-Pioneiro. “A proposta é que o assunto fosse mais pessoal, de comportamento, que atingisse a todos”, reforçou o administrador de empresas, Silvio Henrique Lustosa da Silva, presidente do Rotary Club de Marília-Coroados. O convidado da noite foi o mestre e doutor em Ciência da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), e pós-doctor pela Universidad Carlos III de Madrid, Espanha, sendo atualmente professor titular da Unesp-Marília, José Augusto Chaves Guimarães, que durante pouco mais de 30 minutos falou sobre o tema mostrando conceitos, pensadores e comparação ao trabalho dos rotarianos. "Gratidão é não apenas a maior das virtudes como também a mãe de todas as outras”, demonstrou o expositor ao lembrar do orador e filósofo romano, Cícero, que, segundo o estudioso mariliense, definiu com propriedade o que seria a gratidão. Durante os primeiros minutos foram apresentadas uma série de definições sobre o tema: “Gratidão vem do latim “gratia” (graça) ou “gratus” (agradável)”, começou a ensinar o professor especialista. Diante das explicações, José Augusto Chaves Guimarães, que já esteve no Rotary Club de Marília-Leste por mais de 10 anos, mostrou os elementos da gratidão (cognitivos, afetivos, comunicativos e conotativos), além das dimensões emocionais da gratidão entre sentimento, desejo e vontade. “Podemos ter gratidão por uma pessoa ou por uma coletividade”, falou ao comparar a um sujeito determinado ou a um órgão governamental, como exemplos. “A gratidão pressupõe uma via de mão dupla para a: interação, reconhecimento, alteridade e fraternidade”, ensinou o mestre, doutor e pós-doctor que mostrou a gratidão do ponto de vista do cristianismo, budismo, islamismo e até na área musical, com trechos de música de Paul MacCartney. Um aspecto interessante abordado pelo convidado foi quando mostrou a gratidão no universo rotário, se baseando nos dois lemas principais da organização mundial: “dar de si, antes de pensar em si” e o outro lema mundial, “mais se beneficia, quem melhor serve”, amplamente defendidos pelos rotarianos nos 219 países onde se encontram. “Vários lemas rotários apresentados anualmente, para cada gestão, reforçam o pensamento da gratidão”, enumerou José Augusto Chaves Guimarães ao citar 13 lemas que estão, na opinião dele, ligados a gratidão de forma generalizada, finalizando com citações de: Melody Beattie, William Arthur Ward, Denis Waitley e Lionel Hampton, quando finaliza com uma proposta: “Não há no mundo exagero mais belo que a gratidão. Exageremos”, finalizou o convidado que foi aplaudido por todos os rotarianos e convidados ao ser agraciado pelo clube anfitrião com um certificado de participação. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 12 de Dezembro de 2018

Rotarianos elaboram 13 projetos e agora buscam parceiros

O resultado prático do Fórum de Elaboração de Projetos desenvolvido pelo Rotary Club de Garça, no Distrito 4510 do Rotary International, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, foi a elaboração de 13 projetos dentro dos moldes da The Rotary Foundation, que necessitarão de parceiros internacionais para serem viabilizados. “O importante é que aprendemos como escrever um projeto e vimos que não é complicado”, admitiu o vice presidente do clube rotário garcense, Luiz Carlos Gomes de Sá, que reuniu clubes rotários das cidade de: Marília, Vera Cruz, Garça, Duartina e Piratininga, para um encontro regional com este objetivo. “Foi bem esclarecedor e bastante prático”, reforçou o dirigente que espera obter resultados positivos para breve. O encontro foi dividido em duas partes, sendo a primeira de conscientização e a segunda de exercícios práticos. “De nada adiante escrever o projeto se não houver a consciência sobre a fundação dos rotarianos”, disse o Governador Eleito do Distrito 4510 do Rotary International, Marcos Antônio Carchedi, associado ao Rotary Club de Marília-Tradição, que mostrou aos participantes como surgiu a The Rotary Foundation e como se mantém. “A internacionalidade é o ponto alto deste processo”, reforçou o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, Gestão 2006-07, Alonso Campoi Padilha Júnior, associado ao Rotary Club de Bauru-Norte, que mostrou as alternativas de se conseguir parceiros internacionais, uma exigência para a realização de um Global Grants, ou seja, obter um subsídio global de no mínimo US$ 30 mil. “A ideia pode ser boa, mas é preciso seguir o padrão da fundação e escrever o projeto de acordo com os formulários e normas da nossa instituição financeira”, reforçou o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, Gestão 2011-12, Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, que orientou o exercício prático. Durante aproximadamente oito horas, entre conceito, almoço e exercício, os participantes elaboraram 13 projetos dentro do formato exigido pela The Rotary Foundation, restando apenas os documentos fiscais sobre o investimento a ser feito, preenchimento de planilhas e o parceiro internacional. “Avançamos muito, ficando esta lição pra fazermos com o clube, que teremos que discutir e trabalhar com os demais associados do clube”, disse Zenaide Caldamone Cabreira, associada ao Rotary Club de Garça, uma das mais entusiasmada na elaboração de projetos. “Vamos elencar os projetos que escrevemos em termos de prioridades e buscar a documentação necessária e já trabalharmos na busca de parceiros”, falou animada ao verificar a simplicidade de se escrever um projeto. “É preciso que haja dedicação”, resumiu ao ouvir na exposição de que fazer um projeto global com a The Rotary Foundation não é difícil, mas é trabalhoso. Diante dos resultados positivos obtidos eventos semelhantes estão sendo programados nas cidades de Bauru, Tarumã, Presidente Prudente e Pacaembu. “A proposta é estimular os clube com instrução, orientação e informação de como desenvolver um projeto com a nossa fundação rotária e promover o investimento em nossas comunidades”, disse o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia ao sugerir mais encontros interclubes, fóruns ou seminários neste sentido, satisfeito com a movimentação dos rotarianos neste sentido. LEGENDA – Encontro realizado na cidade de Garça será o primeiro de uma série de vários a ser realizado na regiãoLEGENDA/FOTO – ARQUIVO: Fórum 111218 A, B, C e D #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Postado em 11 de Dezembro de 2018

Ver todos

ROTARY CLUB DE ASSIS-NORTE entrega CHEQUE de R$5.300,00 para Entidade NOSSO LAR em Assis-SP (10-12-2018) Renda do 15 Porco no Rolete

O ROTARY CLUB DE ASSIS-NORTE, entregou no dia 10/12/2018, para a entidade NOSSO LAR, o cheque de R$5.300,00, referente a Renda Liquida do 15.º PORCO NO ROLETE, realizado no dia 11/11/2018 na séde da entidade. Este presente a presidente da NOSSO LAR, que agradeceu todo o trabalho e a colaboração dos companheiros do RC Assis Norte, em estar nesta parceria de ação financeira rotária, para que a entidade possa utilizar estes recursos nos atendimentos as crianças e pessoas necessitadas em Assis-SP. O presidente Mario H.Maeda, agradeceu a todos os companheiros,  e a parceria da entidade NOSSO LAR. Mario Haruo Maeda - presidente 2018-19 Rotary Club de Assis-Norte

Em 12/12/2018 por Rotary Club de Assis-Norte

Reunião interclubes aborda a “gratidão” como tema central

Reunião entre dois clubes rotários da cidade de Marília, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, na sede da Associação Comercial e Industrial de Marília, abordou a “gratidão” como tema central do encontro envolvendo rotarianos do Rotary Club de Marília-Pioneiro e Rotary Club de Marília-Coroados, ambos do Distrito 4510 do Rotary International, considerados como clubes irmãos, até pelo fato do primeiro ser o padrinho de fundação do segundo. “Foi um encontro em que decidimos um tema específico, em que abordássemos um assunto mais pessoal do que rotário”, disse a cirurgiã dentista Sandra Aparecida de Souza Craveiro Tavares, presidente do Rotary Club de Marília-Pioneiro. “A proposta é que o assunto fosse mais pessoal, de comportamento, que atingisse a todos”, reforçou o administrador de empresas, Silvio Henrique Lustosa da Silva, presidente do Rotary Club de Marília-Coroados. O convidado da noite foi o mestre e doutor em Ciência da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), e pós-doctor pela Universidad Carlos III de Madrid, Espanha, sendo atualmente professor titular da Unesp-Marília, José Augusto Chaves Guimarães, que durante pouco mais de 30 minutos falou sobre o tema mostrando conceitos, pensadores e comparação ao trabalho dos rotarianos. "Gratidão é não apenas a maior das virtudes como também a mãe de todas as outras”, demonstrou o expositor ao lembrar do orador e filósofo romano, Cícero, que, segundo o estudioso mariliense, definiu com propriedade o que seria a gratidão. Durante os primeiros minutos foram apresentadas uma série de definições sobre o tema: “Gratidão vem do latim “gratia” (graça) ou “gratus” (agradável)”, começou a ensinar o professor especialista. Diante das explicações, José Augusto Chaves Guimarães, que já esteve no Rotary Club de Marília-Leste por mais de 10 anos, mostrou os elementos da gratidão (cognitivos, afetivos, comunicativos e conotativos), além das dimensões emocionais da gratidão entre sentimento, desejo e vontade. “Podemos ter gratidão por uma pessoa ou por uma coletividade”, falou ao comparar a um sujeito determinado ou a um órgão governamental, como exemplos. “A gratidão pressupõe uma via de mão dupla para a: interação, reconhecimento, alteridade e fraternidade”, ensinou o mestre, doutor e pós-doctor que mostrou a gratidão do ponto de vista do cristianismo, budismo, islamismo e até na área musical, com trechos de música de Paul MacCartney. Um aspecto interessante abordado pelo convidado foi quando mostrou a gratidão no universo rotário, se baseando nos dois lemas principais da organização mundial: “dar de si, antes de pensar em si” e o outro lema mundial, “mais se beneficia, quem melhor serve”, amplamente defendidos pelos rotarianos nos 219 países onde se encontram. “Vários lemas rotários apresentados anualmente, para cada gestão, reforçam o pensamento da gratidão”, enumerou José Augusto Chaves Guimarães ao citar 13 lemas que estão, na opinião dele, ligados a gratidão de forma generalizada, finalizando com citações de: Melody Beattie, William Arthur Ward, Denis Waitley e Lionel Hampton, quando finaliza com uma proposta: “Não há no mundo exagero mais belo que a gratidão. Exageremos”, finalizou o convidado que foi aplaudido por todos os rotarianos e convidados ao ser agraciado pelo clube anfitrião com um certificado de participação. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Em 12/12/2018 por Rotary Club de Marília-Pioneiro

Rotarianos elaboram 13 projetos e agora buscam parceiros

O resultado prático do Fórum de Elaboração de Projetos desenvolvido pelo Rotary Club de Garça, no Distrito 4510 do Rotary International, na região centro-oeste do interior do Estado de São Paulo, foi a elaboração de 13 projetos dentro dos moldes da The Rotary Foundation, que necessitarão de parceiros internacionais para serem viabilizados. “O importante é que aprendemos como escrever um projeto e vimos que não é complicado”, admitiu o vice presidente do clube rotário garcense, Luiz Carlos Gomes de Sá, que reuniu clubes rotários das cidade de: Marília, Vera Cruz, Garça, Duartina e Piratininga, para um encontro regional com este objetivo. “Foi bem esclarecedor e bastante prático”, reforçou o dirigente que espera obter resultados positivos para breve. O encontro foi dividido em duas partes, sendo a primeira de conscientização e a segunda de exercícios práticos. “De nada adiante escrever o projeto se não houver a consciência sobre a fundação dos rotarianos”, disse o Governador Eleito do Distrito 4510 do Rotary International, Marcos Antônio Carchedi, associado ao Rotary Club de Marília-Tradição, que mostrou aos participantes como surgiu a The Rotary Foundation e como se mantém. “A internacionalidade é o ponto alto deste processo”, reforçou o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, Gestão 2006-07, Alonso Campoi Padilha Júnior, associado ao Rotary Club de Bauru-Norte, que mostrou as alternativas de se conseguir parceiros internacionais, uma exigência para a realização de um Global Grants, ou seja, obter um subsídio global de no mínimo US$ 30 mil. “A ideia pode ser boa, mas é preciso seguir o padrão da fundação e escrever o projeto de acordo com os formulários e normas da nossa instituição financeira”, reforçou o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, Gestão 2011-12, Márcio Cavalca Medeiros, associado ao Rotary Club de Marília-Pioneiro, que orientou o exercício prático. Durante aproximadamente oito horas, entre conceito, almoço e exercício, os participantes elaboraram 13 projetos dentro do formato exigido pela The Rotary Foundation, restando apenas os documentos fiscais sobre o investimento a ser feito, preenchimento de planilhas e o parceiro internacional. “Avançamos muito, ficando esta lição pra fazermos com o clube, que teremos que discutir e trabalhar com os demais associados do clube”, disse Zenaide Caldamone Cabreira, associada ao Rotary Club de Garça, uma das mais entusiasmada na elaboração de projetos. “Vamos elencar os projetos que escrevemos em termos de prioridades e buscar a documentação necessária e já trabalharmos na busca de parceiros”, falou animada ao verificar a simplicidade de se escrever um projeto. “É preciso que haja dedicação”, resumiu ao ouvir na exposição de que fazer um projeto global com a The Rotary Foundation não é difícil, mas é trabalhoso. Diante dos resultados positivos obtidos eventos semelhantes estão sendo programados nas cidades de Bauru, Tarumã, Presidente Prudente e Pacaembu. “A proposta é estimular os clube com instrução, orientação e informação de como desenvolver um projeto com a nossa fundação rotária e promover o investimento em nossas comunidades”, disse o Governador do Distrito 4510 do Rotary International, João Evangelista Pereira, associado ao Rotary Club de Lucélia ao sugerir mais encontros interclubes, fóruns ou seminários neste sentido, satisfeito com a movimentação dos rotarianos neste sentido. LEGENDA – Encontro realizado na cidade de Garça será o primeiro de uma série de vários a ser realizado na regiãoLEGENDA/FOTO – ARQUIVO: Fórum 111218 A, B, C e D #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – METelefone:(14) 98137.7189 (Vivo) E-mails: redacao@eficaz.jor.br ou atendimento@eficaz.jor.brSite: www.eficaz.jor.br - Twitter: marciocmedeirosLinkedin: https://www.linkedin.com/in/márcio-c-medeiros-69097820/www.facebook.com/EficazComunicacaoEmpresarialSkype: marciomedeiros8020Instagram: marcio.c.medeiros

Em 11/12/2018

ROTARY CLUB DE ASSIS-NORTE homenageia Parceiros(FAROL REST) de Promoção Realizado FEIJOADA COM PAGODE em 2018

ROTARY CLUB DE ASSIS NORTE, em reunião realizada no dia 10 de dezembro de 2018, homenageou os dois proprietários do FAROL RESTAURANTE E CHOPERIA, de Assis, SP, pela participação e colaboração da FEIJOADA COM PAGODE realizada neste ano de 2018. Foram entregues certificados aos proprietários da empresa, o qual foram agradecidos por todos estes anos de parcerias neste importante evento realizado pelo clube, que tem por objetivo a arrecadação de fundos para as entidades assistidas em nossa comunidade. Mario Haruo Maeda - presidente 2018=19 - Rotary Club de Assis-Norte

Em 11/12/2018 por Rotary Club de Assis-Norte

DARCY DE ALMEIDA é o NOVO ASSOCIADO HONORÁRIO do ROTARY CLUB DE ASSIS-NORTE (10-12-2018)

Em reunião festiva  de final de Ano e Natal (2018) realizada no dia 10 de dezembro de 2.018, o Rotary Club de Assis-Norte, admitiu como ASSOCIADO HONORÁRIO o ex-companheiro DARCY DE ALMEIDA, que prestou relevantes serviços para o Rotary Club da cidade de Assis e a toda a comunidade. Os companheiros ficaram felizes com esta indicação, a qual, poderão continuar a conviver ainda mais com o cp. Darcy de Almeida. Na solenidade de posse, foi lhe entregue o titulo de associado honorário. Mario Haruo Maeda - Presidente 2018-19 - Rotary Club de Assis-Norte

Em 11/12/2018 por Rotary Club de Assis-Norte

Palestra no Marília-Leste orienta sobre moedas virtuais

O empresário Adriano Luís Martins, presidente da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília) e dirigente em cinco empresas no setor de tecnologia, apresentou nesta segunda-feira a um grupo de rotarianos, empresários e profissionais liberais uma palestra sobe uso, riscos e vantagens de moedas virtuais. O encontro, com presença de 25 profissionais, foi promovido pelo Rotary Club de Marília-Leste com convidados de outros clubes e profissionais do setor em Marília e Pompéia. Segundo Adriano Martins, o uso das moedas virtuais oferece benefícios em agilidade, baixo custo e segurança para transações instantâneas, em qualquer horário, para qualquer lugar do mundo. “Estamos em uma transição. Como no passado vivemos a transição da troca de sal pelas primeiras moedas, da mudança de sistemas de transferências de recursos”, disse o empresário. A palestra alertou para alguns riscos e mostrou que assim como investimentos em ações, a movimentação e valorização da moeda virtual pode ser influenciada por processos de especulação, demanda e oferta. O empresário destacou ainda que a principal inovação não está nas moedas, mas no sistema de gerenciamento e arquivo de informações que elas usam, os ‘block chains’, em tradução simples cadeias de blocos de informações. “Mais importante que entender as moedas é entender esse conceito de compartilhamento de informações, de forma descentralizada, segura. A Petrobras, bancos, licitações em diversas cidades do mundo usam hoje o modelo de block chains”, explica Adriano. As informações são compartilhadas em centenas de computadores, não podem ser excluídas, ganham transparência e ao mesmo tempo segurança. Ainda de acordo com Adriano Martins, assim como as moedas oficiais, as cripto moedas dependem de lastros, têm limites de valores a serem criados. Com isso, as moedas mais popularizadas, que em alguns países já podem ser usadas para pagar contas ou impostos, ganham valorização. As moedas podem ser adquiridas em fragmentos ou por unidades. A bitcoin, que é a mais conhecida, vale hoje em torno de 4.000 dólares – algo perto dos R$ 16 mil. Podem ser compradas em casas de câmbio e mantidas em ‘carteiras eletrônicas’ que podem ser arquivadas em agências especializadas, no próprio computador e especialmente em pen drives, a forma mais segura. O empresário Gilberto Zochio, dirigente da Hidráulica Paulista e da Acim, associado ao Rotary Marília-Leste, destacou a importância do encontro. “É um tem que está na mídia todos os dias, que movimenta bancos, que chama a atenção dos órgãos oficiais e a palestra foi bastante informativa, muito esclarecedora. Em curto prazo todos vamos precisar entender melhor as cripto moedas, os block chains e a cidade tem um especialista na área”, destacou.

Em 11/12/2018 por Rotary Club de Marília-Leste

Reuniões Segundas-Feiras | 20:00
Rua Aimorés, 501 HOTEL QUALITY SUN VALLEY,000